Sertanejo se emociona ao ver açude sangrar pela 1ª vez em nove anos


Emanoel Rozeno se emociona ao falar da fartura na produção de milho e feijão (Foto: Reprodução)


Chuva é motivo de alegria para quem mora no Sertão. A água que cai sobre município de Ibicuitinga fizeram o Açude Grande, que corta a cidade, sangrar. O reservatório, também conhecido como açude da Sirene. assim como o nome da senhora que mora em frente, não sangrava há nove anos. Em vídeo, o agricultor Manoel Rozeno comemora as chuvas e destaca a produtividade possível. 

"Tem milho novo e feijão maduro; o jerimum, a água carregou", emociona-se Manoel ao falar da produção no município de Ibicuitinga. No vídeo, enviado pelas redes sociais ao O POVO Online, o agricultor mostra com felicidade a sangria do açude que corta o distrito do Chile, onde mora. De acordo com ele, naquela noite, "a chuva foi pesada".

A Açude Grande sangrou na manhã da última terça-feira, 24, após intensa noite de chuva, segundo Manoel. De acordo com os dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos(Funceme), o município de Ibicuitinga acumulou em abril até este domingo, 29, 375 milímetros de água devido às chuvas. 

Por outro lado, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos(Cogerh), que tem controle de 155 represas, não monitora o Açude Grande. Por isso, ele não entra nas estatísticas da Cogerh.




opovo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.