Defesa de Lula faz novo pedido de liberdade ao STF e quer novo relator


Advogados do ex-presidente questionaram decisão do ministro Edson Fachin, que remeteu ação de habeas corpus do ex-presidente ao plenário da Corte (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou nesta quinta-feira (28) uma nova ação no Supremo Tribunal Federal (STF). Os advogados do petista questionam a decisão do ministro Edson Fachin de remeter pedido de liberdade dele ao plenário em vez de julgamento na 2º Turma da Corte, responsável por casos da Lava Jato. As informações são do G1.

Os advogados esperam obter uma liminar que suspende a execução provisória da pena para que o ex-presidente possa aguardar em liberdade o recurso contra condenação no caso triplex do Guarujá.

O pedido defende que a ação, uma reclamação constitucional, seja sorteada entre os outros quatro ministros do da 2º Turma do STF (Ricardo Lewandowski, Toffoli, gilmar Mendes e Celso de Mello), excluindo o relator Fachin. O sorteio deve ocorrer ainda na tarde desta quinta.

Nesta semana, o ministro Dias Toffoli votou pela suspensão da execução provisória da pena do ex-ministro José Dirceu, porém Fachin pediu vista, e a Segunda Turma liberou Dirceu até uma decisão definitiva. A defesa do ex-presidente espera obter resultado semelhante com a ação.

NoticiasaoMinuto
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.