Morre mulher baleada nas costas por policial militar que a confundiu com criminoso


Giselle foi baleada por um policial militar durante uma perseguição na Avenida Oliveira Paiva, quando trafegava com sua filha, de 19 anos (Foto: Reprodução/Facebook)


Vítima de um tiro nas costas após ser confundida com um criminoso na noite desta segunda-feira (11), Giselle Távora Araújo, de 42 anos, morreu na manhã desta terça-feira (12) no Instituto Dr. José Frota (IJF), onde estava internada, segundo familiares. A vítima foi baleada por um policial militar durante uma perseguição na Avenida Oliveira Paiva, quando trafegava com sua filha, de 19 anos, em um veículo HB20.

Gisele foi seguida por policiais que faziam motopatrulhamento na região após os agentes confudirem o carro da mulher com o de criminosos. Segundo informações de policiais do 13º DP, um dos agentes teria desferido dois disparos contra o veículo, já que o mesmo não obedeceu à ordem de parada. Um dos tiros atingiu as costas da mulher e a bala teria atravessado a região do tórax.

Após parar no acostamento, a vítima foi socorrida pelo próprio policial e levada ao IJF. Depois de deixar a vítima no hospital, o agente se apresentou ao 34º Distrito Policial e em seguida foi encaminhado para a Controladoria Geral de Disciplina (CGD). A filha da vítima, que estava no IJF junto com o pai, se encontrava em estado de choque,mesmo assim, disse à reportagem que a mãe dela não parou o carro porque pensou se tratar de um assalto.

Fonte: Diário do Nordeste
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.