Bando é preso quando planejava executar rivais em Fortaleza


BGVJ Com eles, foram apreendidas três pistolas calibre Ponto 40, de uso restrito, e uma espingarda calibre 12, além de munições, entorpecentes e um veículo (Foto: Reprodução)


Era madrugada da última quinta-feira (26), quando policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da Polícia Militar do Ceará, em ação conjunta com agentes da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), receberam informações de que integrantes de uma facção criminosa estariam reunidos para atacar um grupo criminoso rival, no bairro Vila Velha, em Fortaleza. Os agentes de Segurança se deslocaram até o local da denúncia e flagraram indivíduos reunidos dentro de uma casa.

Percebendo a chegada dos policiais, os suspeitos tentaram fugir, mas não conseguiram. Foi a segunda madrugada consecutiva com prisões e apreensões de armas, no mesmo bairro. Os dois suspeitos presos foram identificados como Wesley França Alves, de 25 anos, com antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas; e Carlos André Sampaio, 20 anos, sem passagens pela Polícia. Os dois são moradores do Vila Velha, segundo a PM.

A dupla foi conduzida para o 7ºDP (Pirambu), onde foram autuados por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas e receptação. O 17ºDP (Conjunto Vila Velha), ficará responsável pelas investigações do grupo criminoso. As supostas vítimas da ofensiva também seriam envolvidas com o cometimento de crimes e membros de facções criminosas.

Tiroteio

Na última quarta-feira (25), outros três homens com armamentos de grosso calibre haviam sido apreendidos no Vila Velha, após travarem um tiroteio com militares do Comando Tático Motorizado (Cotam). Os três foram autuados em flagrante por associação criminosa, resistência à prisão e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Os suspeitos presos foram identificados como Gean Morais da Silva, de 25 anos de idade, com antecedentes por tráfico de drogas; Luiz Henrique Sousa Rocha, 22, que tinha passagem pela Polícia por receptação; e Antônio Witalo Mendes de Souza, 21, que já respondia por homicídio.

Fonte: Diário do Nordeste
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.