Eunício pauta e Senado aprova aumento do piso salarial para agentes comunitários de saúde


Senadores aprovaram a Medida Provisória (MP 827/18), que fixa uma data-base e critérios para reajuste da remuneração dos agentes comunitários de saúde e endemias (Foto: Marcos Brandão/Presidência do Senado)

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), cumpriu compromisso assumido e colocou em votação, na sessão desta quarta-feira (11), a Medida Provisória (MP 827/18), que fixa uma data-base e critérios para reajuste da remuneração dos agentes comunitários de saúde e endemias. A matéria foi aprovada por unanimidade.

“Os agentes de saúde, no meu entendimento, são homens e mulheres que são verdadeiros anjos da guarda que visitam os lugares mais distantes, mais sofridos. Essa decisão é mais que justa”, disse Eunício ao reconhecer e valorizar o trabalho desses profissionais.

O texto muda dispositivos relativos à jornada de trabalho dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias. Em relação ao piso, o valor terá reajuste de 52,86% ao longo de três anos.

De acordo com o texto, o piso atual de R$ 1.014,00 passará a ser de R$ 1.250,00 em 2019 (23,27% de reajuste); de R$ 1.400,00 em 2020 (12%); e de R$ 1.550,00 em 2021 (10,71%). O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2014, data do último reajuste, até maio de 2018 é de 26,35%.

Assessoria de Imprensa
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.