Gasolina fica 8,66% mais cara no 1º semestre e diesel sobe 1,74%


Preço médio do litro gasolina era de R$ 4,189 em janeiro e em junho subiu para R$ 4,552 (Foto: Reinaldo Canato/VEJA.com)


O preço médio dos combustíveis encerrou o primeiro semestre em alta, conforme dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) nesta segunda-feira, 2.

A gasolina apresentou a maior variação nos valores, custando 8,66% mais no fim de junho na comparação com janeiro. O litro saiu de 4,189 reais para 4,552 reais.

O diesel, por sua vez, teve elevação de 1,45% no período. O custo médio era de 3,375 reais no início do ano e agora está em 3,424.

Vale destacar que o preço do diesel segue congelado nas refinarias, conforme acordo fechado entre o governo e caminhoneiros para encerrar a greve. Na refinarias, os custos devem se manter os mesmos até o fim de julho.

O botijão de 13 quilos do gás de cozinha, o GLP, teve leve aumento de 2,17% no preço, saindo da média de 67,31 reais para 68,77 reais.

O etanol foi o único combustível a apresentar diminuição nos preços no período. O litro ficou, em média, 1,45% mais barato em junho na comparação com janeiro.

No início do ano, o etanol custava 2,984 reais e agora é encontrado por 2,933 reais.


Veja

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.