Suspeito de ser mandante de massacre em Fortaleza é capturado


´Afeganistão´ tentou fugir, mas foi contido pelos militares. Foram apreendidos uma pistola, dois carregadores municiados, além de dois celulares e R$ 1.400 (Foto: Reprodução)


Um homem que constava na lista dos mais procurados pela Polícia do Ceará, suspeito de ser um dos mandantes da maior chacina registrada no Estado, foi preso, ontem, na Rua Eduardo Perdigão, no bairro Parangaba. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Misael de Paula Moreira, o ´Terrorista´ ou ´Afeganistão´, 26, é apontado como um dos líderes da facção Guardiões do Estado (GDE), responsável pelo massacre de 14 pessoas, ocorrido no dia 27 de janeiro, na casa de shows ´Forró do Gago´, na Comunidade do ´Barreirão´, no bairro Cajazeiras.

Equipes da Coordenadoria de Inteligência (Coin) monitoravam o suspeito e acionaram os policiais militares do Comando Tático Motorizado (Cotam) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), quando ele estava nas proximidades do Ginásio Poliesportivo da Parangaba. A SSPDS informou que, no momento da abordagem, o homem estava em um veículo, modelo Volkswagen, modelo Jeta, de cor preta

´Afeganistão´ tentou fugir, mas foi contido pelos militares. Ainda segundo o órgão, durante a ofensiva, foram apreendidas uma pistola calibre 9 milímetros; dois carregadores municiados com 31 projéteis; além de dois aparelhos celulares e R$ 1.400 em espécie.

Misael Moreira junto a mais duas outras pessoas - uma mulher e um homem -, que não tiveram os nomes revelados pela SSPDS, foram encaminhados para a sede da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), para a realização dos procedimentos cabíveis.

Mandantes

De acordo com as investigações da matança, realizadas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ao todo, 14 pessoas participaram direta ou indiretamente do episódio conhecido como ´Chacina das Cajazeiras´. Além de Misael Moreira, foram identificados como os mandantes da chacina o irmão dele, Noé de Paula Moreira, que já estava preso no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPOO) II; Auricélio Sousa Freitas, o ´Celim´, apontado pela Polícia Civil como um dos líderes da facção GDE e chefe do tráfico de drogas no Barroso - único foragido dos indiciados; Zaqueu Oliveira da Silva, que seria um dos principais traficantes da Comunidade da Rosalina, no bairro Passaré; e Deijair de Souza Silva, o ´De Deus´, suposto mentor intelectual da matança nas Cajazeiras, segundo a DHPP, detido em fevereiro, em um condomínio de luxo, no bairro Cocó.

Executores

Além dos mandantes, outras oito pessoas estariam envolvidas com as mortes, entre elas, dois adolescentes, os quais já estão apreendidos, de acordo com as investigações. Fernando Alves de Santana, o ´Robin Hood´ ou ´Baiano´, foi preso, em abril, no Município de Seabra, na Bahia; Francisco Kelson Ferreira do Nascimento, o ´Susto´, foi capturado no mesmo mês, no Parque Dois Irmãos.

Também foram capturados Rennan Gabriel da Silva, de 20 anos, o ´Biel´, em uma ação na Comunidade da Rosalina; Ruan Dantas da Silva, de 19 anos, o ´RD´ ou ´PH´, em Beberibe; e Joel Anastácio de Freitas, de 18 anos, o ´Gaspar´. Ayalla Duarte Cavalcante, o ´Zóio´, responde atualmente o processo em liberdade.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.