Polícia prende 16° alvo de mega operação que capturou traficantes e assaltantes de banco


COE localiza 16º alvo da megaoperação ´Polêmica´ (Foto: Reprodução/ G1)

Um homem suspeito de ser o responsável pela distribuição de drogas de uma quadrilha que foi alvo de uma mega operação policial, na Bahia e no Rio de Janeiro, foi preso na manhã desta segunda-feira (13).

Leandro dos Santos França, de 37 anos, conhecido como "Leo Mala", foi capturado no bairro de Pernambués, em Salvador. Ele é o 16° alvo da operação "Polêmica", deflagrada na última quinta-feira (9), na Bahia e no Rio de Janeiro, para combater o tráfico de drogas, homicídios e assaltos a bancos em Salvador e cidades do interior e região metropolitana.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), ele foi encontrado por agentes da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil, após montar uma campana no bairro.

Depois da captura do criminoso, que já tinha um mandado de prisão em aberto, os policiais seguiram até o imóvel dele, situado atrás do condomínio Colinas de Pituaçu. Lá, foram apreendidos R$ 3,2 mil em espécie, que estavam espalhados por diversos cômodos da casa, além de dois eletrodomésticos.

De acordo com informações da SSP, Léo Mala já tinha duas passagens na polícia pelo crime de tráfico e associação.

Os materiais apreendidos foram levados para o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). O criminoso será ouvido no mesmo local e, depois, encaminhado ao sistema prisional.

Operação

No último sábado (11), policiais prenderam William da Silva Ribeiro, conhecido como "Boquinha", na localizade da Polêmica, em Brotas. Ele encabeçava as ações do bando após a morte de Alex de Jesus Hora, conhecido como "Argentino" ou "Totó", de 27 anos, ocorrida em confronto com a Polícia Militar, no dia 22 de julho.

A operação "Polêmica" foi deflagrada na manhã da última quinta-feira (9). Durante a ação, foram apreendidos R$ 16 mil em espécie, cinco armas de fogo, munições, seis veículos, além de drogas como haxixe e ecstasy.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), na capital baiana, foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão nas localidades da Polêmica, no Conjunto dos Comerciários e no Parque Bela Vista. Foram realizadas diligências também no bairro da Mata Escura e em cidades da região metropolitana, como Lauro de Freitas e São Sebastião do Passé, e interior do estado, como Valença e Cruz das Almas.

Foi expedido, ainda, um mandado de busca no Rio de Janeiro, em um apartamento no bairro de Jacarepaguá, que era mantido por Alex.

O bando estava envolvido em crimes de tráfico de drogas, assaltos a banco e homicídios. A última ação da quadrilha foi registrada em 17 de julho, quando eles explodiram duas agências bancárias em Serra Dourada, no oeste da Bahia. Dias após a ação, cinco homens apontados pela polícia como autores do crime morreram após um confronto policial, entre eles, o chefe do bando, Alex.

G1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.