Traficante retira tornozeleira, é preso novamente e admite: “Futuro é cadeia ou cemitério”


“Carrapicho” foi preso em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de armas. (Foto: Reprodução/ Tribuna do Ceará)


Um homem foi preso após abordagem rotineira da polícia em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, no último sábado (15). Jorge Davi Silva do Nascimento, conhecido como “Carrapicho”, pediu perdão à família e disse que o futuro de quem está envolvido no crime é “cadeia ou cemitério”. Com o suspeito de envolvimento com o tráfico, foram encontrados um revólver, munições, drogas e dinheiro trocado.

Segundo a PM, “Carrapicho” já tem diversas passagens pela polícia e tinha um mandado em aberto. Ele foi preso após patrulhamento rotineiro do Raio quando passava por uma das ruas do Parque Santa Fé.

Ele tentou fugir, mas foi capturado e preso após confessar que existia droga em casa. O criminoso usava tornozeleira eletrônica, mas há dois meses havia retirado o aparelho.

“Tirei porque eu não ia morrer com ela no pé (a tornozeleira). Como eu ia comer, como eu ia dormir, como ia pagar aluguel se não tem emprego? Só peço desculpa à minha família e se Deus quiser vou voltar de novo pra sociedade. Arrependido todos nós estamos do mal que fizemos. Mas o futuro é isso aqui mesmo: cadeia ou cemitério. Melhor preso do que morto”, disse o preso.

A polícia encontrou um revólver calibre 32, drogas, dinheiro trocado e aparelho celular. Maconha e cocaína foram encontradas no telhado da residência. Jorge Davi Silva Nascimento foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Tribuna do Ceará

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.