Eleitor é preso após jogar capim no meio da seção eleitoral e danificar carro de apoio em Iguatu


Um punhado de capim foi jogado no meio da seção eleitoral de número 321, no sítio Piripipi, em Iguatu (Foto:Reprodução/Redes Sociais)


O agricultor, Antônio Carlos do Nascimento Firmino, 24 anos, foi preso na manhã deste domingo, 28, após jogar um punhado de capim no meio da seção eleitoral de número 321, que funciona no sítio Piripiri, zona rural de Iguatu, em uma capela, e em seguida gritar contra o candidato à presidente da República, Bolsonaro.

O Fórum Eleitoral de Iguatu e o delegado plantonista da Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, Glauber Ferreira, confirmaram que o acusado danificou também um veículo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Iguatu, de apoio, cedido à Justiça Eleitoral. “Ele quebrou a vidraça do carro”, disse o delegado.

De acordo com o delegado, Glauber Ferreira, o acusado vai responder por dano ao patrimônio público e por crime eleitoral, causar tumulto, segundo o artigo 296 do Código Eleitoral. “Ele disse que protestou contra o candidato que teria uma vez insinuado que os nordestinos teriam que comer capim”, explicou.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.