Homem foi torturado e morto em Fortaleza por ser eleitor de Bolsonaro


Suspeito confessa assassinato de homem por ele ser eleitor de Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)


Em vídeo, jovem confessa assassinato de homem de 40 anos por ele ser eleitor de Jair Bolsonaro (PSL), que foi leito presidente do Brasil nesse domingo, 28. O caso aconteceu na madrugada desta terça-feira, 30, na comunidade Babilônia, no bairro Passaré, em Fortaleza.

O suspeito relata que três pessoas participaram do homicídio. Ele diz que a vítima foi torturada com tiros e golpes de faca, acrescentando que a “cabeça foi degolada por um facão”. Além disso, outras partes do corpo foram decepadas.
 
Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o homem teria sido morto em um matagal. No momento do crime, a esposa da vítima encontrava-se na residência, que foi invadida pelos criminosos. O nome da vítima não será divulgado para preservar a família de possíveis riscos.
 
A SSPDS não se pronunciou sobre o motivo do crime. Foi instaurado inquérito policial para investigar as causas do homicídio. O procedimento está sendo realizado no 7º Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Um casal foi conduzido à sede do DHPP suspeito de participação no assassinato.



Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.