MP intervém para que dono da Pague Menos não receba refeição especial na prisão


Deusmar é condenado desde 2010 por crimes contra o sistema financeiro (Foto: Reprodução)


O Ministério Público do Ceará interviu para que Deusmar de Queirós, dono da rede de farmácias Pague Menos, não tivesse fornecimento especial de refeições. O empresário está preso desde 9 de setembro Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz. 

Ele é condenado desde 2010 por crimes contra o sistema financeiro, cuja pena pode chegar a 9 anos e 2 meses.

Por meio de uma decisão judicial liminar, Deusmar obteve o direito de receber alimentação diferenciada dos demais presos, por parte da família que lhe enviava três refeições diárias alegando uma restrição alimentar causada por problemas de saúde. 

De acordo com a Promotoria, apenas os presos idosos, com doenças crônicas graves e os condenados pela Lei Maria da Penha são destinados a esta unidade, sendo, portanto, apta a receber o empresário nas condições de saúde em que se encontra. 

“Considerando a capacidade da referida unidade, que é munida não só de nutricionistas mas também tem contrato específico de fornecimento de alimentação para situações de saúde especiais, não se apresenta justificável o acolhimento do pleito para que a alimentação seja fornecida pela família do apenado”, ressalta o órgão ministerial.




Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.