Último debate na TV tem confronto direto entre candidatos ao governo estadual


General Theophilo (PSDB), Ailton Lopes (PSOL), Hélio Góis (PSL) e Camilo Santana (PT) participaram do debate mediado pelo jornalista Luiz Esteves (Foto: Reprodução)


Quatro candidatos ao Governo do Estado ficaram frente a frente na noite de ontem, no último debate para tentar conquistar eleitores que decidirão o futuro do Ceará nestas eleições. Realizado pela TV Verdes Mares, o confronto entre Camilo Santana (PT), General Theophilo (PSDB), Hélio Góis (PSL) e Ailton Lopes (PSOL) durou cerca de duas horas, nas quais foram abordados diversos temas, com destaque para segurança, educação e saneamento básico.

Mediado pelo jornalista Luiz Esteves, o debate foi organizado em cinco blocos. As palavras temáticas mais citadas pelos candidatos foram "segurança", "educação", "turismo" e "emprego". No primeiro bloco houve o primeiro enfrentamento entre Camilo Santana e General Theophilo. O candidato tucano questionou a aliança política do petista com o senador Eunício Oliveira (MDB) no pleito.

"Eu procurei todos os nossos representantes do Congresso para apoiar o Ceará, inclusive o senador que o apoia e que nunca ajudou em nada aqui no Estado durante o período em que fui governador", respondeu Camilo, em referência a Tasso Jereissati (PSDB). Theophilo reagiu, afirmando que o líder tucano teria intermediado encontros entre o governador e lideranças do Governo Federal em Brasília.

Enfrentamento

No terceiro bloco, o tucano questionou o governador sobre quando ele instalaria bloqueadores de celular em presídios no Ceará. "Eu fui um dos poucos governadores desse País que teve a coragem de fazer uma lei lá na Assembleia (Legislativa), obrigando as operadoras de celular a implantar o bloqueador", respondeu o petista. "Eu queria lembrar o candidato Camilo que o Rio Grande do Norte, nosso vizinho aqui, Goiás e São Paulo já implantaram bloqueadores de celulares", retrucou o tucano.

Ailton Lopes também dirigiu críticas ao governador, quando abordou o saneamento básico. "Somos o quarto Estado do Nordeste em esgoto à céu aberto. Causa impacto direto na saúde da população", disse.

Outro momento de tensão aconteceu entre Theophilo e Hélio Góis, quando o candidato do PSL levantou debate sobre o desarmamento. "Um militar raiz jamais defenderia o desarmamento", disse Hélio. O tucano respondeu com críticas. "O candidato Hélio é lunático. (?) Vem um garoto desses discutir comigo um assunto que não sabe, não entende. Tome vergonha".

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.