Mulher com câncer é agredida ao ser confundida com homossexual


Um relato sobre o caso publicado pelo marido de Deborah viralizou nas redes sociais (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

A educadora Deborah Lourenço, 31, transitava pelo centro do Rio de Janeiro, quando foi empurrada, ameaçada e xingada de "viado de merda" por um guardador de carros. Ela teria sido defendida por outro guardador de carros que observou a agressão.

O caso ocorreu no último sábado (24), quando Deborah retornava de uma sessão de radioterapia. Desde o início do ano ela passa por tratamento contra um câncer de mama, os cabelos caíram e ela suspeita ter sido confundida com um homem homossexual.

Um relato sobre o caso publicado pelo marido de Deborah viralizou nas redes sociais. No texto, Jorge Lourenço, 32, faz um desabafo. “Infelizmente, vivo no meio de gente imbecil que relativiza machismo, homofobia e transfobia".

NoticiasaoMinuto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.