Pedreiro foge da cadeia e é preso após estuprar e engravidar adolescente


Sidnei Aparecido Souza foi localizado e preso em Santos, SP (Foto: Divulgação/Polícia Civil)


O pedreiro Sidnei Aparecido Souza, de 31 anos, apontado como o autor de um estupro contra uma adolescente de 17 anos, foi localizado e preso em Santos, no litoral de São Paulo, informou a Polícia Civil neste domingo (11). A vítima, que mora no interior do Estado, ficou grávida do agressor.

Investigadores de São Roque alertaram colegas em Santos sobre a possibilidade de Souza, que era procurado por fugir de uma penitenciária em Bauru (SP), ser encontrado em uma residência na Rua Aureliano Coutinho, no bairro Embaré. No local, ele havia sido contratado para realizar uma obra.

Após campana, os policiais do 3º Distrito Policial depararam-se com o suspeito. Ele foi identificado e preso, em cumprimento da ordem judicial. Com o pedreiro, nada de ilegal foi encontrado, mas o celular dele foi apreendido. Sidnei foi encaminhado à delegacia e depois à Cadeia Pública.

Segundo a Polícia Civil, Sidnei Souza tem passagens por furto, roubo, receptação, tráfico e integra uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios brasileiros. Os investigadores também atribuem a ele um estupro ocorrido em maio de 2017 contra uma outra adolescente.

O crime foi cometido após o homem fugir do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) II de Bauru. Ele abordou a vítima em uma estrada em São Roque e ofereceu carona. A adolescente retornava da escola e afirmou à polícia que só aceitou entrar no veículo, pois o suspeito é amigo do irmão dela.

Uma arma de fogo foi utilizada para ameaçá-la e, em seguida, estuprá-la. Após o abuso sexual, a jovem não o denunciou por medo, mas um mês depois descobriu que estava grávida após passar mal e ser levada para o hospital. O caso, então, foi comprovado e registrado na delegacia da cidade.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.