Adolescente morto em confronto entre facções foi vítima de bala perdida


Daniel da Silva frequentava duas escolinhas de futebol. Uma delas era no bairro Cidade 2000 (Foto: Reprodução)


Confronto entre membros de facções rivais deixou dois mortos e três feridos no bairro Manoel Dias Branco na tarde de quinta-feira (06). Entre as vítimas fatais está Daniel Matos da Silva, de 14 anos, o garoto tinha ido comprar água com a mãe quando foi surpreendido pelo tiroteio.

De acordo com o comandante de Policiamento da Capital (CPC), major Rômulo Cavalcante, ação teve início quando membros da facção Comando Vermelho (CV) chegaram armados à Rua Vitória da Conquista, com o objetivo de matar os rivais, que revidaram. 

Daniel da Silva tinha ido comprar água com a mãe, Suzimeire da Silva, quando chegaram próximo de casa, os dois se separaram. A mulher entrou, enquanto o garoto permaneceu na rua conversando com um amigo. 

Quando ouviu os tiros, a primeira reação de Suzimeire foi correr para a rua, "preciso ver se não foi com o meu menino" disse para a filha antes de encontrar o corpo de Daniel estendido no chão próximo de casa. 

Sonho adiado

Daniel da Silva frequentava duas escolinhas de futebol. Uma delas era no bairro Cidade 2000. O sonho do garoto era ser jogador de futebol. 

"Daniel era um bom menino, estudioso e dedicado nos esportes", contou a mãe para reportagem. Suzimeire afirmou que o garoto não tinha envolvimento com crime, estava apenas no lugar errado.

Outros familiares do garoto, afirmaram que ele tinha uma relação muito forte com a mãe,eles iam juntos para os treinos de futebol.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.