Há 120 anos Padre Cícero retornava de Roma com ordem sacerdotal restabelecida


Padre Cícero foi recebido com grande festa em Juazeiro (Foto: Reprodução)


O Site Miséria dá um mergulho na rica história de Juazeiro do Norte lembrando que, nesta terça-feira, completa exatos 120 anos da chegada festiva do Padre Cícero Romão Batista à Vila Juazeiro procedente de Roma. Na cidade eterna, foi recebido pelo Papa Leão XIII na busca de suas ordens sacerdotais suspensas pelo bispo do Ceará, dom Joaquim Vieira.

Foi uma viagem cansativa no retorno passando por Recife e Fortaleza, na reta final, e complementando a viagem ao vilarejo cortando o interior do Ceará em lombo de cavalo. Era o dia 4 de dezembro de 1898 e o sacerdote tinha apenas 54 anos de idade, mas não escondia o sofrimento da longa viagem à Europa. Entretanto, era visível a alegria junto com a esperança que tudo iria dar certo após o sinal positivo do chefe maior da Igreja Católica.

Sua mãe já tinha 76 anos e, ao lado do filho, comemorava o resultado positivo do encontro. Porém, o bispo do Ceará enviou à Roma um memorando em tom de discordância no que a decisão ficou no compasso de espera. Foi a renovação da dor e do sofrimento. Joaquina Vicência Romana, a “Dona Quinô”, ainda viveria mais 16 anos nessa angustia.

Ela morreu aos 92 anos, no dia 5 de agosto de 1914, época em que o vilarejo tinha se tornado cidade e o filho prefeito, mas queria era vê-lo celebrando novamente e não deu. Não imaginava Padre Cícero que o seu ingresso na política iria lhe trazer ainda mais problemas na busca pela recuperação das ordens sacerdotais a exemplo da visita de Lampião ao Juazeiro dez anos mais tarde quando recebeu a pecha de “protetor de cangaceiros”.

Sem dúvidas, a vida de Padre Cícero teve momentos admiráveis e outros contados de forma nebulosa quando até chegou a ser excomungado de sua própria Igreja que muito mais o perseguiu do que o ajudou. Hoje, essa mesma Igreja tenta reconhecê-lo talvez pelo fato de ver que o "Padim" transformou o município num centro de religiosidade popular que contribui para conter os avanços da igreja evangélica que tanto preocupa a católica.




Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.