Empresário executado em Fortaleza foi morto a mando de sócio e motorista - Araripe News

Empresário executado em Fortaleza foi morto a mando de sócio e motorista


As motivações dos mandantes, ainda segundo a Polícia Civil, foram dívidas (Foto: Arquivo pessoal)


O empresário Leonardo Alcântara Jordão, assassinado no dia 4 de janeiro no Bairro Guararapes, foi executado a mando do sócio e do motorista da vítima, segundo a Polícia Civil do Ceará (PCCE) informou em coletiva na manhã desta quarta-feira (16). Os dois foram presos junto com uma terceira pessoa, que seria um dos assassinos. Uma quarta pessoa também é procurada por participação no crime.

As motivações dos mandantes, ainda segundo a Polícia Civil, foram dívidas. Ricardo Rocha da Silva, de 39 anos, era sócio do Leonardo Jordão e estava insatisfeito por não estar recebendo valores acordados entre os dois. Já o motorista Jefferson Souza Vieira, de 25 anos, devia cerca de R$ 40 mil ao patrão. 

O executor do crime foi identificado como Diego Cunha Ferreira, de 26 anos. Ele não possuía passagens pela polícia. Ainda de acordo com a investigação, o jovem é líder de uma facção e estaria envolvido com ataques criminosos.


Ricardo, Jeferson e Diego foram indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe (Foto: Divulgação/PCCE)


O crime e as investigações

Segundo a polícia, os assassinos estavam parados, simulando que o veículo onde estavam havia quebrado, e abordaram o carro onde estava a vítima. 

Diego Cunha Ferreira foi preso na noite do mesmo dia do crime e confessou a participação. 

A polícia descobriu que o motorista chegou até a simular com os executores qual rota faria com o empresário. 

Ricardo, Jeferson e Diego foram indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.