Banco de praça onde professora Silvany foi morta é pintado de branco - Araripe News

Banco de praça onde professora Silvany foi morta é pintado de branco


O caso Silvany gerou repercussão nacional (Foto: Alana Soares/Agência Miséria)


O banco da Praça da Sé onde a professora Silvany Inácio de Sousa, 26, foi assassinada a tiros pelo ex-marido Elson Siebra de Deus, 47, em agosto de 2018, foi pintado de branco na manhã desta sexta-feira, 8, durante manifestação contra o feminicídio em alusão ao Dia Internacional da Mulher, em Crato.

A ação espontânea foi realizada de maneira anônima por participantes da manifestação. Muitas mãos lixaram o banco em misto de raiva e tristeza pela brutalidade do caso que não é esquecido. A tinta branca veio em seguida, encobrindo qualquer rastro de sangue que ainda resistisse. Delicadamente, girassóis foram depositados no banco como sinal de esperança por dias melhores.

CASO SILVANY

Aos 26 anos, Silvany virou estatística. De janeiro a setembro, 315 mulheres foram assassinadas no Ceará. Silvany está entre elas. 
Jovem, alegre e trabalhadora, Silvany Inácio de Sousa é lembrada com carinho pelos colegas de trabalho, mas ainda com dor por seus familiares que estão aprendendo a lidar com brutal perda. Os disparos da arma de Elson Siebra de Deus, 47, interromperam sua vida na noite de 19 de agosto de 2018. O corpo dela caiu no banco da Praça da Sé, em meio as centenas de pessoas que acompanham a festa religiosa para Nossa Senhora da Penha, padroeira do Crato, entre elas o filho de 4 anos, a quem Silvany havia levado para passear.




Por Alana Soares/Agência Miséria
Miséria.com.br

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.