Homem é preso após espancar a mulher durante 15 anos em Araripe e mais um em Assaré


“Pica Pau” foi preso em Araripe e apresentado na madrugada de hoje na Delegacia de Crato (Foto:Reprodução/Redes sociais)


Mais dois casos de violência doméstica foram registrados neste final de semana nos municípios de Araripe e Assaré na região do Cariri. Além disso, um jovem foi esfaqueado em Lavras da Mangabeira durante a festinha que fez para comemorar o seu aniversário. Por volta das 21 horas deste domingo a polícia de Araripe prendeu o cabeleireiro Evaldo Masceno da Silva, de 34 anos, apelidado por "Pica Pau" que mora na Rua Félix Pereira (Distrito de Pajeú) na zona rural daquele município.

Ele chegou embriagado quando passou a agredir a socos e pontapés a companheira Daniela da Silva Torres, de 33 anos, a qual saiu para a rua sendo perseguida e espancada outras vezes. Depois, buscou atendimento médico e acionou a PM revelando que sofre agressões há 15 anos e só quinta-feira (7) teve coragem de relatar num BO na Delegacia de Araripe. Inclusive, pediu medidas protetivas até agora não efetivadas. Evaldo foi trazido à Delegacia de Crato pelo Cabo R. Costa e os Soldados Matos e Nascimento.

Antes, no início da manhã de sábado em Assaré, o Sargento Bandeira e os Soldados Mikael, Barbosa e Aluízio souberam que Maria Paloma de Lima Pinheiro, de 26 anos, residente nas Casas Populares, foi espancada em casa pelo marido. No local, prenderam o mototaxista Edson Rodrigues, de 22 anos, e a garota confessou que as agressões eram recorrentes o que voltou a acontecer durante a madrugada. Ele já responde por crime de violência doméstica desde o ano passado quando agrediu sua ex-mulher.

ANIVERSÁRIO – Já na noite deste domingo o agricultor Francisco Junior Leite dos Santos, de 26 anos, residente na Avenida Raul Barbosa (Distrito Ouro Branco) em Lavras da Mangabeira, deu entrada no Hospital São Vicente após ser lesionado à faca no ombro, na cabeça e braço esquerdo. Segundo ele, estava na festinha do seu aniversário quando Gabriel da Silva Duarte, de 20 anos, residente no Sítio Barro daquele município, criou um mau estar entre os convidados ao oferecer drogas. Houve contestação e brigas quando Francisco foi esfaqueado por Gabriel que fugiu.




Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.